Epen vai ministrar curso de armamento e tiro para efetivos que ainda não têm porte

dom, 17 de jun de 2018 imprimir

Curso de tiro para Inspetores efetivos que não têm porte vai ser realizado na Epen

Após muito diálogo com gestores da Secretaria de Estado da Justiça (Sejus), o Sindicato dos Inspetores do Sistema Penitenciário do Estado (Sindaspes) conseguiu um retorno positivo quanto à necessidade de ministrar curso de armamento e tiro para Inspetores efetivos que ainda não têm porte de arma de fogo.

Assim que a data for definida - a entidade tem trabalhado para que seja o mais breve possível - ela será divulgada aqui no site.

O presidente interino do Sindaspes, Fidel Bourguignon, explicou que a demanda é decorrente de solicitações de filiados com relação à necessidade de oferecer o curso de armamento e tiro para aqueles Inspetores que ingressaram por decisão judicial e entraram depois do curso de formação regular e para aqueles Inspetores que não tiveram a capacitação depois da Lei do Desarmamento em 2003.

Fidel lembrou aos Inspetores que a Escola Penitenciária (Epen) possui um cadastro de Inspetores nessa situação e que fará contato com eles assim que houver a definição da data, a qual será designada em breve, com início provável no final do mês ou início do mês de julho.

“Para aqueles que, por ventura, ainda não possuem a capacitação e não comunicaram à Epen, alertamos para que o façam o mais breve possível para que sejam inseridos na turma que iniciará o curso em breve”, aconselhou.

Assessoria de Comunicação do Sindaspes

Kamila Rodrigues
Tel.: (27) 99809-6376

Diretor de Comunicação do Sindaspes
Jonathan Furlani
Tel.: (27) 99667-8563
comunicacao@sindaspes.com.br
 

NOVO SINDASPES, COMPROMISSO E ÉTICA NA LUTA PELA CATEGORIA!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS