Sindaspes nega que secretário da Justiça tenha dito que pretende alterar escala de trabalho

sex, 22 de fev de 2019 imprimir

Sindicato desmente conteúdo de alerta sobre escala que tem circulado nas redes sociais

Um texto de alerta aos Inspetores Penitenciários sobre o interesse do atual secretário da Justiça de alterar a escala de trabalho está circulando nas redes sociais desde o último dia 19/02 e o Sindicato dos Inspetores do Sistema Penitenciário do Estado (Sindaspes) o classifica como um desserviço à categoria.

O conteúdo diz:

"Hoje, 19.02.2019, em conversa com um membro do Sindaspes, fui informado que o atual Secretário está fortemente inclinado a alterar nossa escala de trabalho para 12x36. Segundo as palavras do próprio Secretário: 'O segredo do sucesso eu não sei, mas do insucesso é tentar agradar todo mundo'. Além disso, o Secretário ressaltou que a PM já está mobilizada para ser acionada  havendo mobilização por parte da categoria. Preparem-se, pois com o fim da hora extra o remédio para sanar o déficit de servidores será o sacrifício da saúde mental, física e econômica da categoria. A categoria está doente, no entanto, estão querendo nos sepultar. Repasse até que essa mensagem chegue a alguma autoridade com discernimento para nós socorrer desta grave ameaça".

O presidente do Sindicato, Sostenes Araujo, esclarece que o objetivo do conteúdo é de inflamar os demais servidores, porque o assunto não tem procedência, a suposta fonte citada não existe, e as aspas do secretário Luiz Carlos Cruz não poderiam ser citadas sem que o próprio autor do texto as tivesse ouvido ou lido.

"Na primeira reunião com o secretário, deixamos claro que estamos buscando a regulamentação da escala de trabalho, para que todos os Inspetores possam atuar de forma isonômica e menos prejudicial à sua saúde física e mental. Esclarecemos que não existe a possibilidade de negociar alteração na escala de trabalho e que qualquer movimentação nesse sentido teria impacto mobilizacional da categoria. A diretoria desde o governo anterior se posiciona de forma irredutível quanto esse assunto e os mesmos rumores de alteração surgiram em anos anteriores e não vingaram. Desta vez não será diferente. Não iremos recuar”, esclareceu Araujo.

Assessoria de Comunicação do Sindaspes
Kamila Rodrigues
Tel.: (27) 99809-6376

Diretor de Comunicação e Assistência Social do Sindaspes
Jonathan Furlani
Tel.: (27) 99667-8563
comunicacao@sindaspes.com.br
 
ÚLTIMAS NOTÍCIAS